COMPARTILHAR
cães e gatos podem ficar gripados

Graças ao aumento dos casos de contaminação pelo coronavírus e Influenza A, muitos tutores têm se perguntado se cães e gatos podem ficar gripados.

Estudos realizados pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) apontam que humanos podem transmitir coronavírus para seus animais de estimação, mas não existem provas de que os animais possam transmitir o vírus para humanos.

Já no caso da gripe, existem estudos e dados ainda mais completos que afirmam que cães e gatos podem ficar gripados, porém as gripes canina e felina não podem ser transmitidas de um humano para um animal.

Continue lendo para saber mais sobre as gripes canina e felina e saiba como proteger seu pet da doença!

Traqueobronquite Infecciosa Canina: a gripe canina

cães podem ficar gripados

A zoonose, também conhecida como “tosse dos canis” ou “gripe canina”, afeta as vias respiratórias dos cães causando episódios de tosse seca frequente.

A doença não costuma ser grave, porém, quando não tratada adequadamente, pode evoluir para quadros mais sérios.

Causas da gripe canina

A bactéria Bordetella bronchiseptica e o vírus da parainfluenza canina são os principais causadores da gripe canina.

A doença afeta cães de todas as idades, a partir das duas semanas de vida, porém filhotes e idosos têm mais chances de contrair a gripe.

Os casos de infecção ocorrem com maior frequência em épocas frias e chuvosas.

Sintomas da gripe canina: sinais de que seu cão está gripado

Existem outros sintomas clássicos da gripe canina, além da tosse seca frequente, que podem surgir de forma isolada ou em conjunto.

Fique atento aos seguintes sinais:

Na dúvida, consulte um médico-veterinário de sua confiança para obter o diagnóstico e tratamento adequados para seu pet.

Como ocorre a transmissão da gripe canina?

Entenda de quais maneiras os cães podem ficar gripados.

A transmissão ocorre por meio do contato direto entre um cachorro saudável e um cachorro gripado.

Também pode ocorrer por meio do contato indireto com objetos e ambientes que estiveram em contato com um cão gripado.

Os casos de gripe canina são mais comuns em animais que têm maior contato com outros cães, o que geralmente ocorre em canis, parques, hotéis e creches.

Por ser uma zoonose, a “tosse dos canis” é transmissível para humanos.

Tipos de gripe felina: Rinotraqueíte Viral Felina e Complexo Respiratório Felino

gatos podem ficar gripados

A Rinotraqueíte Viral Felina e o Complexo Respiratório Felino são doenças altamente contagiosas que afetam o aparelho respiratório dos gatos.

Ambas são conhecidas como “gripe felina” por possuírem sintomas parecidos com os da gripe que afeta os humanos,.

Uma das principais diferenças entre as duas doenças está ligada aos agentes causadores:

  • Rinotraqueíte Viral Felina: causada pelo Herpesvírus felino (FHV)
  • Complexo Respiratório Felino: causado pelo Calcivirus Felino (FCV) ou pela bactéria Chamydophila Felis.

Sintomas da gripe felina: sinais de que seu gato está gripado

A gripe felina possui sintomas respiratórios, orais e oculares que podem se manifestar isoladamente ou em conjunto.

Um gato gripado pode apresentar os seguintes sinais:

  • Tosse;
  • Espirros;
  • Apatia;
  • Secreção nasal;
  • Conjuntivite;
  • Lacrimação;
  • Febre;
  • Contração involuntária da pálpebra;
  • Perda de apetite;
  • Hipersalivação.

Como ocorre a transmissão da gripe felina?

Entenda de quais maneiras os gatos podem ficar gripados.

A transmissão da gripe felina geralmente acontece por meio do contato direto do felino saudável com um gato gripado.

Também pode acontecer pelo contato indireto com objetos ou ambientes contaminados pelas secreções eliminadas por um gato doente pelo espirro, tosse, lacrimejamento, etc.

Animais que convivem ou frequentam locais com muitos gatos têm mais chances de contrair a gripe felina.

A doença não é transmissível para humanos.

como prevenir que cães e gatos fiquem gripados

Cães e gatos gripados: como prevenir?

Cães e gatos podem ficar gripados com facilidade se sua imunidade estiver baixa.

A melhor forma de proteger seu cão ou gato da gripe é manter o calendário de vacinação em dia.

A boa notícia é que as clínicas Dra. Mei oferecem vacinas contra a doença. Procure a unidade mais próxima e agende uma consulta!

Além da vacina, existem outros cuidados básicos que ajudam a prevenir a doença:

  • Evitar lugares com muitos animais;
  • Fortalecer a imunidade do animal oferecendo água e alimentação de qualidade;
  • Higienizar os comedouros e bebedouros do pet diariamente;
  • Realizar visitas frequentes ao veterinário.

Esse artigo foi útil para você? Continue acompanhando o blog e redes sociais da Dra. Mei! Estamos sempre atualizando nossos conteúdos para garantir que você ofereça os melhores cuidados ao seu melhor amigo.